Header Comunicação

Comunicação

Trabalho da Maranatha, realizado por voluntários, tem sido um forte apoio para construção de igrejas e mesmo de escolas em vários países.

Julie Lee (tradução de Lisandro Staut)

Wagner inicia suas aulas com um culto, onde apresenta aos alunos a Palavra de Deus

Autoridades adventistas em frente à nova sede fruto do empenho de voluntários. Foto: União Uruguaia

Autoridades adventistas em frente à nova sede fruto do empenho de voluntários. Foto: União Uruguaia

Há não muito tempo atrás, a Escola Adventista de Barros Blancos, em Montevidéu, no Uruguai, estava prestes a fechar suas portas para sempre. Devido aos enormes desafios financeiros, a liderança da Igreja Adventista sentiu que várias escolas precisavam ser fechadas, e Barros Blancos estava na lista. Elizabeth Urtazú, a diretora da unidade, sabia que o local precisava de um milagre. “Quando sentimos que íamos perder a escola, percebemos o quanto amamos esse lugar. Os professores olharam uns para os alunos e disseram: ‘O que vai acontecer com as crianças?’, disse Urtazú. “Somos nós que cuidamos deste lugar. Já tivemos tantos desafios mas como podemos melhorar? Qual é o futuro aqui?” eram as perguntas da equipe.