Header Ministério Pessoal

Ministério Pessoal

Conteúdo sobre o livro do Apocalipse estará disponível na nova edição da Bíblia, o que promete facilitar a pesquisa dos estudiosos

Por Felipe Lemos

Bíblia Missionária 2019

Novo material, na mão de líderes das sedes regionais adventistas na América do Sul, promete auxiliar ainda mais instrutores e ávidos por estudos mais aprofundados da Bíblia. (Foto: Gustavo Leighton)

O conteúdo da Bíblia Sagrada, efetivamente, não sofre alterações em sua essência, ainda que centenas de traduções e versões sejam produzidas anualmente. O que sempre surge, no entanto, são comentários e informações adicionais desenvolvidos para enriquecer novas versões que são lançadas. Em 2019, a Igreja Adventista do Sétimo Dia levará até as pessoas uma Bíblia Missionária atualizada. A tradução a ser utilizada deverá ser Almeida Revista e Atualizada, 2a edição, e estará disponível nos idiomas português e espanhol, e a ideia é que beneficie tanto quem costuma ministrar estudos bíblicos (instrutores voluntários) quanto pessoas que apreciam a leitura do livro sagrado do cristianismo.

Nesta segunda-feira, 7, durante a Comissão Diretiva Plenária da Igreja Adventista do Sétimo Dia na América do Sul, o líder de Ministério Pessoal da instituição, pastor Everon Donato, apresentando a nova versão, ressaltou que a Bíblia Missionária 2019 será mais versátil e útil para quem gosta de ensinar os preceitos bíblicos. Uma das razões é que o estudo temático chamado Ouvindo a Voz de Deus, presente em versões anteriores, agora estará disponível por meio de comentários de rodapé espalhados ao longo do cânon bíblico. Ou seja, trata-se de um sistema de estudos em cadeia, possibilitando aos leitores verificar comentários que relacionam o texto bíblico com determinado tema do Ouvindo a Voz de Deus.

Após anos de guerra, que obrigaram o encerramento das atividades, igreja inaugura novo edifício para atender comunidade

Por Allana Ferreira, União do Oriente Médio e Norte da África

Membros oram durante culto de inauguração do novo templo

Membros oram durante culto de inauguração do novo templo (Foto: União do Oriente Médio e Norte da África)

A comunidade adventista do sétimo dia inaugurou sua primeira igreja em Erbil, capital da região do Curdistão iraquiano, no dia 25 de fevereiro. Durante o primeiro culto no novo edifício da igreja, no sábado anterior, os membros refletiram sobre os anos passados, nos desafios enfrentados e nas bênçãos alcançadas.

Leia também:

Gilberto Araújo, diretor da sede adventista para a Região Mediterrânea Oriental, que abrange o Iraque, Líbano, Jordânia e Síria, manifestou sua gratidão pelo apoio recebido da União do Oriente Médio e Norte da África (Mena).

Dentro e fora das quadras, Wagner Oliveira aproveita todas as oportunidades para falar do amor de Deus

Por Vanessa Arba

Wagner inicia suas aulas com um culto, onde apresenta aos alunos a Palavra de Deus

Wagner inicia suas aulas com um culto, onde apresenta aos alunos a Palavra de Deus (Foto: Arquivo pessoal)

“Eu fico inventando, mais do que Santos Dumont, maneiras de falar de Deus para as pessoas numa linguagem que elas entendam.” As palavras da Wagner Oliveira, de Goiânia, em Goiás, resumem bem o seu dia a dia como evangelista. Professora de Educação Física aposentada, hoje, com 69 anos de idade, ela ainda usa o esporte como meio de aproximar-se das pessoas para apresentar-lhes a Bíblia.

Leia também:

Wagner atua, durante a semana, num projeto social em parceria com a Secretaria do Esporte de Goiânia, como professora de uma escolinha de iniciação esportiva para meninos carentes. Há quase 20 anos neste trabalho, nenhuma aula começa sem um culto a Deus. “É tudo na linguagem deles”, diz ela. “A gente tem uma meditação que sempre conta a história de vida de algum atleta, e depois vem a aplicação espiritual. Às vezes os pais que vêm trazer os filhos também participam do culto. É bem legal!”