Header Ministério Jovem

Ministério Jovem

Testemunho na universidade

Pela primeira vez em dez anos, prova da residência médica da Universidade Estadual Paulista (Unesp), campus de Botucatu, é aplicada em horário alternativo para guardadores do sábado
Testemunho na universidade

Estudantes adventistas que fizeram a prova da residência médica na Unesp, campus de Botucatu (SP). Crédito: Andressa Cândido / arquivo pessoal

No último sábado (25), estudantes adventistas comemoraram o que foi considerado por eles um fato histórico: a possibilidade de realizar a prova da residência médica da Universidade Estadual Paulista (Unesp), campus de Botucatu, em horário alternativo. Há pelo menos dez anos o exame era realizado aos sábados e não havia permissão para a prestação alternativa.

Apesar das dificuldades de logística, tendo em vista que o exame é realizado em duas etapas (uma prática e outra teórica) e demanda a participação de muitos funcionários, neste ano a universidade pública decidiu se adequar para atender essa minoria.

A estudante adventista Andressa Liz Cândido foi uma das pessoas que lutaram para ter o direito assegurado. Ela e outros alunos buscaram apoio de líderes da igreja para a formulação de uma carta que foi submetida à comissão organizadora da prova da residência médica em julho. No documento, foram apresentadas as razões da guarda do sábado e os princípios constitucionais que garantem a liberdade religiosa. A surpresa veio no fim de setembro, com a publicação do edital.

No último sábado, antes de entrar na sala de espera, os estudantes adventistas se reuniram em frente da universidade pública para um momento de orações, juntamente com familiares e amigos. Posteriormente, o grupo se dirigiu à sala onde permaneceu confinado das 14h até o pôr do sol.

Os aprovados na primeira etapa farão a segunda fase do exame no dia 9 de dezembro. “Esperamos corresponder ao esforço que a universidade fez para nos atender e acreditamos que esse precedente possa motivar outras Faculdades de Medicina, que ainda fazem as provas da residência médica aos sábados, a abrir as portas para a prestação alternativa”, Andressa ressalta. [Márcio Tonetti, equipe RA]

Fonte: Revista Adventista

Comentários: