Header Ministério da Saúde

Ministério da Saúde

Maior TV brasileira destaca estilo de vida adventista em reportagem

O estilo de vida saudável foi destaque no programa Globo Repórter que tratou de doenças como hipertensão e diabetes
Trecho da reportagem em que aparece o médico almoçando com sua família.

Trecho da reportagem em que aparece o médico almoçando com sua família.

Brasília, DF … [ASN] O programa Globo Repórter, produzido pelo jornalismo da TV Globo, principal emissora de TV do Brasil, apresentou uma ampla reportagem nessa sexta-feira, 30 de setembro, sobre diabetes e hipertensão. No programa de uma hora, foi destacado, entre outras abordagens, o Estudo Advento, pesquisa pioneira e inédita feita em São Paulo com mais de mil adventistas sobre a relação de estilo de alimentação e problemas de saúde.

Um dos entrevistados foi justamente o coordenador dessa pesquisa, o cardiologista adventista, Everton Padilha Gomes, que por sinal também perdeu mais de 50 quilos ao mudar seu regime alimentar e outros hábitos de vida. Sua mudança de vida foi ressaltada pelo programa que procurou mostrar, ainda, outras histórias de pessoas que superaram prognósticos ligados à diabetes e hipertensão.

Sobra de comida

desperdicio_alimento

Li um artigo sobre um repórter que passou vários meses comendo no lixo. Mas não lixo comum, mas lixo de restaurantes. Disse ele que a comida era saborosa, e que tinha a oportunidade de ter vários cardápios ao visitar o lixo de diferentes restaurantes “Fast-Foods”. Até mencionou que ganhava peso ao comer dos restaurantes, pois comia as sobras do McDonald’s, Burger King, KFC e outros. E tudo isto devido à sobra de comida.

Na Califórnia, 40% das frutas e vegetais vão para o lixo porque não satisfazem o critério para serem vendidas no supermercado. Não são do tamanho normal, têm deformidades, sua cor não é a ideal e assim por diante.

Eu bebo sim, estou morrendo!

eu-bebo-sim-estou-morrendo

Esta seria a música cantada pelo meu tio no hospital. Mas ele nem mesmo estaria cantando, já que estava inconsciente devido ao coma hepático proveniente de cirrose do fígado – resultado de seus muitos anos de consumo de álcool. O álcool tem sido motivo de controvérsia mundialmente, porém não há discussão sobre os seus efeitos quando seu uso é excessivo. Por exemplo, a Organização Mundial de Saúde tem considerado o abuso do álcool como o segunda maior causa de morte no mundo (3.300.000 mortes/ano), que é só superado pelas mortes devido ao fumo (6.000.000/ano). Aproximadamente 10% dos cânceres, 20% dos acidentes e 7% do total de mortes estão relacionadas com o abuso da bebida. (Lifestyle Medicine, 2011, pagina 214, by Garry Egger)